Poupança: Tudo que você precisa saber

PUBLICIDADE

Mais do que um serviço bancário a poupança conquistou os brasileiros e sempre é uma das primeiras opções para quem quer guardar dinheiro de maneira segura e com um acesso relativamente fácil a ele.

Apesar de ser muito conhecida e utilizada no Brasil, principalmente pelas classes média e baixa ainda existem algumas informações sobre a poupança que muita gente desconhece.

Pensando em ajudar você a esclarecer todos os segredos que ainda não te contaram sobre a poupança preparamos essa matéria exclusiva com informações muito valiosas que vão te fazer lucrar mais. Entenda

INVESTIR OU POUPAR?

PUBLICIDADE

Investir e poupar são duas palavras bem simples, mas quando se trata de economia muitas pessoas acabam se confundindo. Então vamos lá!

Investir é quando você aplica os seus recursos em fundos, títulos ou até mesmo quando você utiliza para investir em um negócio próprio.

Poupar é quando você deixa de gastar, quando você guarda aquele dinheiro para utilizá-lo quando necessário.

PUBLICIDADE

Muita gente ainda não sabe que na poupança você poupa e ao mesmo tempo investe. Claro que os rendimentos obtidos na poupança são inferiores a outros investimentos, mas ao poupar o seu dinheiro e deixá-lo no banco, o mesmo te pagará juros.

Você vai entender como lucrar com a poupança abaixo.

QUANTO RENDE A POUPANÇA?

De todas as modalidades bancária a poupança tem um dos menores índices de rentabilidade. A média de rendimento costuma variar entre 0,5 ou 0,3% a.m ou 4.5% ao ano. O rendimento é direcionado pelos índices de inflação e juros no país é apontado pela taxa SELIC.

Com rendimento bem abaixo de investimentos mais arrojados o destaque da poupança se dá na facilidade em resgatar o seu dinheiro a qualquer momento sem prejuízo em caso de retiradas. Em caso de retirada antes do tempo de 30 dias o dinheiro não tem o rendimento conforme o esperado.

COMO LUCRAR AINDA MAIS

Se você quer fazer a sua poupança lucrar ainda mais é importante fazer depósitos regulares e evitar fazer retiradas (ainda que pequenas) para não diminuir o montante ou perder o percentual de rendimento.

Mais a verdade que todos os economistas sabem é que o ideal é manter sempre uma cartela diversificada de investimentos. Então se você tem umas economias para guardar no banco e pelos seus cálculos espera não utilizar por pelo menos um ano, separe metade do dinheiro e aplique em investimentos como CDB, LCI, Tesouro direto ou demais modalidades oferecidas pelo seu banco.

PUBLICIDADE

Caso não tenha tanta experiência busque o apoio de corretoras e profissionais mais experientes no mercado para te orientar. Bons lucros e boa sorte!

Leia Mais

Carregando cartão…