Auxílio Emergencial 2021 – Tudo que você precisa saber!

PUBLICIDADE

Você certamente já deve estar por dentro do Auxílio Emergencial, no entanto, sempre surgem novas atualizações no mercado é muito importante estar por dentro para não perder de receber esse benefício, seus valores retroativos e tomar cuidado para não perder nenhum valor.

Neste texto, separamos todas as informações que você precisa saber, siga acompanhando e confira o texto completo!


Auxílio emergencial 2021 – tudo que você precisa saber!

Auxílio emergencial 2021 – tudo que você precisa saber!

Auxílio emergencial 2021 – tudo que você precisa saber!

Auxílio emergencial 2021 – tudo que você precisa saber!

Auxílio Emergencial 2021

O Auxílio é um programa do governo federal que foi criado em 2020 para garantir renda para famílias que não tinham acesso a isso. Foi um dos principais destaques do período pandêmico e ajudou muitos brasileiros nesse período de crise econômica.

PUBLICIDADE

No ano de 2021 ele continuou disponível a população a quem já recebia no último ano, porém algumas alterações foram feitas nele durante esse ano. Confira a seguir os principais tópicos referentes ao benefício.

Quem tem direito a esse benefício?

O Auxílio de 2021 é destinado a aquelas pessoas que receberam o benefício no ano de 2020. No entanto, alguns novos critérios foram adicionados e algumas alterações foram feitas para que não ocorresse pagamentos indevidos.

Os grupos de pessoas que têm acesso são beneficiários de outros programas sociais e estejam cadastrados no Cadastro Único, CadÚnico. Além disso, trabalhadores autônomos e mães solo também podem ter acesso a esses pagamentos.

Como fazer a solicitação do Auxílio Emergencial 2021?

PUBLICIDADE

Como já mencionamos, o pagamento desse benefício é feito apenas para aqueles que já recebiam o auxílio em 2020. No entanto, com algumas mudanças nos critérios, no início desse ano foi necessária uma verificação dos dados.

Essa verificação foi feita através do DataPrev e a aprovação se dá através do próprio Ministério da Cidadania, setor responsável pelo controle e regulação do próprio programa. No entanto, você pode ainda assim acessar o DataPrev e atualizar os seus dados.

Ao acessar esse sistema, você deverá informar o número do seu CadÚnico e CPF. Lá será necessário fazer uma prova de vida, assim como comprovar alguns dados pessoais como endereço, telefone para contato e afins.

Após essa atualização, os seus dados serão submetidos a uma análise do sistema para identificar se você deve ou não continuar recebendo o próprio benefício. Vale lembrar também que os pagamentos de 2021 já começaram a ser efetuados.

Se você se encaixa num dos grupos contemplados pelo benefício, busque já acessar o DataPrev e fazer sua atualização cadastral. Além disso, caso esteja com dúvidas, é possível acessar o calendário de recebimento através do site da Caixa

Devolução do Auxílio Emergencial

O Auxílio Emergencial no seu primeiro ano de funcionamento pagou mais de 63 milhões de pessoas. Para o ano de 2021, o sistema do Dataprev sofreu algumas alterações para que esses pagamentos indevidos fossem evitados.

PUBLICIDADE

Os principais casos eram o de pessoas que estavam empregadas e muitas vezes tinham acesso ao benefício. Isso despertou a insatisfação de muitos outros brasileiros e esse descontentamento motivou o Ministério da Cidadania a alterar alguns critérios.

Essas pessoas que foram adicionadas na lista de contemplados foram chamadas a devolver o valor recebido. Além disso, algumas outras situações são passíveis de devoluções como a de pessoas que já possuíam bens tributáveis.

Hoje, explicaremos o passo a passo necessário para que você, que recebeu o auxílio de forma indevida, possa devolvê-lo ao governo. Além disso, vale destacar que esse equívoco ocorreu por conta de falhas no sistema Dataprev.

Como devolver o Auxílio Emergencial

Se você recebeu o auxílio de forma indevida, e foi notificado via sistema Dataprev, é necessário que você realize o procedimento de devolução do valor recebido. Para isso, você pode realizar o processo todo online, sem precisar sair do conforto do seu lar.

O primeiro passo é acessar o site oficial do Governo Federal. Lá você será apresentado a uma aba principal de procedimento de acesso. Para acessar o portal referente ao benefício, basta selecionar se é ou não beneficiário do Bolsa Família.

Feito isso, você passará a uma próxima parte do formulário, a qual será questionado o seu CPF. Assim, você poderá preenchê-lo e também em seguida, colocar a sua data de nascimento. O CPF preenchido deverá ser o da pessoa que recebeu o benefício indevidamente.

Após esse informe, você será redirecionado a uma página em que deverá escolher em quantas parcelas deseja pagar o valor. Nessa mesma página, você irá visualizar os valores e também as taxas incluídas.

Por fim, basta preencher o seu telefone e email e também, informar o banco em que deseja efetuar o pagamento. O banco padrão é o Banco do Brasil, mas você poderá selecionar outro de sua escolha.

Concluído! Agora basta você efetuar os pagamentos nos prazos estabelecidos e assim, você concluirá a devolução do auxílio. 

Leia Mais

Carregando cartão…