Saiba como resgatar o saque do PIS/PASEP se você perdeu o prazo

PUBLICIDADE

O PIS/PASEP são programas governamentais que ajudam milhares de brasileiros todos os anos oferecendo benefícios e vantagens. Ambos possuem características próprias, porém eles se igualam no que diz respeito aos serviços oferecidos ao seu público alvo.

Todos os anos é liberado um valor para que usuários dos programas possam sacar. No ano de 2021 o prazo encerrou-se no dia 30/06. O saque fazia referência ao abono salarial do período de 2020/2021.

De acordo com um levantamento feito pela Caixa Econômica Federal, mais de 460 mil brasileiros ainda não haviam sacado os mais de R$ 300 milhões disponíveis para isso. No entanto, saiba que se você perdeu o prazo, ainda poderá realizar o saque.

PUBLICIDADE

Vale relembrar que o PIS é pago pela iniciativa privada e é distribuído através da Caixa Econômica Federal, e o PASEP é ofertado a servidores públicos e é distribuído pelo Banco do Brasil.

O calendário dos saques começou em 2020 e levava em consideração o mês do seu nascimento e também, o número final da sua inscrição nos programas. O ciclo de saques encerrou-se esse ano.

Quem acabou perdendo o prazo, terá que esperar até o início do próximo calendário que está programado para iniciar em janeiro de 2022. Nesse meio tempo, o valor ficará retido no fundo, sem que seja prejudicado o seu recebimento futuro.

Quem tem direito ao saque e qual o valor?

PUBLICIDADE

O valor de recebimento do abono salarial pode variar de R$ 92,00 até R$ 1.100,00, dependendo do período em se foi trabalho formalmente em 2019. O valor total só será passado a quem trabalhou os 12 meses do ano.

Estima-se que anualmente mais de 23 milhões de trabalhadores recebem esse benefício, porém ele possui alguns aspectos únicos que devem ser levados em consideração. Para receber o abono é necessário que você esteja cadastrado nos programas há pelo menos 5 anos.

Além disso, a sua média de remuneração mensal não deve ultrapassar o teto de dois salários mínimos. E por fim, ter atuado de forma legal e com o seu empregador informando seus dados aos programas.

Saque do abono salarial do PIS/PASEP pode ser sacado em até 5 anos

O prazo de 2021 para sacar o seu abono salarial referente ao período 2020/2021 encerrou no último dia 30 de junho. O ano base para referência desse pagamento era o de 2019, já que em 2020 o abono foi prejudicado pela pandemia.

Contudo, através de uma resolução, mais precisamente a Resolução 838, do Conselho Deliberativo do Fundo do Amparo ao Trabalhador, conhecida como CODEFAT, é possível que o dinheiro possa ser retirado pelos próximos cinco anos seguintes.

De modo geral, o abono salarial permanece disponível para saque durante um período pré-determinado que varia sempre entre julho de um ano e junho do ano seguinte. Já os pagamentos são feitos de forma separada, entenda.

Como são feitos os pagamentos do abono salarial?

PUBLICIDADE

Os pagamentos dos abonos salariais referentes aos programas PIS/PASEP ocorrem de forma ordenada através de um calendário. A ordem de recebimento leva em conta o seu ano de nascimento e também, os números finais do seu registro nesses programas.

Além disso, a principal diferença dos programas é para quem é destinada às verbas e como elas são distribuídas. O PIS paga o abono através da Caixa Econômica Federal aos trabalhadores do setor privado.

O PASEP, por sua vez, faz a distribuição dos pagamentos através do Banco do Brasil e é destinado apenas para servidores públicos.  Além disso, para ter acesso a esses pagamentos, o trabalhador precisa cumprir alguns requisitos.

As principais exigências são que o trabalhador esteja registrado em um dos programas por pelo menos 5 anos e ter exercido função remunerada formal, com carteira assinada, por pelo menos 12 meses nos últimos 18 meses.

Os valores do pagamento podem variar de R$ 92,00 até R$ 1.100,00, salário mínimo vigente. Vale lembrar que se o trabalhador não trabalhar os 12 meses, ele receberá o pagamento proporcional ao tempo trabalhado.

Saque de até 5 anos do abono salarial

Os bancos responsáveis pela distribuição da verba orientam os seus beneficiários a solicitarem o pagamento por outras vias, caso tenham perdido o prazo. O Banco do Brasil orienta que ligue para o telefone 158 e a Caixa orienta que ligue para o 0800 726 0207.

Leia Mais

Carregando cartão…